LAURAARRUDA.COM

Onde Sua História É Notícia…

Brinquedo Novo, de Rogério Boechat (imagem: divulgação)

Brinquedo Novo, de Rogério Boechat (imagem: divulgação)

Sete animações brasileiras serão apresentadas via online em dezembro

Neste momento virtual, as organizações estão cada vez mais avançando as tecnologias para atingir o seu público. Com objetivo de divulgar a cultura brasileira, de 1° a 20 de dezembro, o Itaú Cultural (IC) apresentará mais uma edição de sua mostra on-line de cinema infantil, o Cine Curtinhas.

Segundo a entidade, a programação apresentará sete curtas-metragens brasileiros de animação, realizados com as mais variadas técnicas. Todos os filmes serão disponibilizados no site do IC.

Além de serem gratuitamente disponibilizaos, os filmes terão interpretação em Libras e legendagem em português.

Vale destacar que após esse período (1 a 20 de dezembro), os links serão desativados da plataforma digital.

Prepare o sofa e a pipoca….. Confira a programação completa!

Brinquedo Novo (Rogério Boechat, RJ, 2017, 6 min)

Em um dia qualquer, um bebê ganha de sua mãe um urso de pelúcia. O brinquedo novo vira seu melhor amigo. Mas com o tempo o urso acaba se transformando em algo muito tedioso. O bebê o carrega com descaso, até que o destino permite uma reviravolta. Livre para todos os públicos!

Brinquedo Novo, de Rogério Boechat (imagem: divulgação)

Diário de Areia (Isadora Morales e Sarah Guedes, MG, 2017, 6 min)

Erin é uma menina de 15 anos que foi escolhida como a guardiã dos pesadelos. Sua missão é purificar os pesadelos que escapam para o mundo humano e proteger a humanidade de seus medos mais profundos, dia e noite, sem descanso. Livre para todos os públicos!

Diário de Areia, de Isadora Morales e Sarah Guedes (imagem: divulgação)

Guacalove (Otávio Esser Vieira, SC, 2018, 3 min)

Um abacate, ao tirar um cochilo, deixa seu caroço cair da barriga. Ao acordar, ele se assusta e vai à procura do item perdido. Durante a busca, o abacate é apresentado a diversas aventuras e se depara com um embate final pela posse de seu valioso caroço. Livre para todos os públicos!

Guacalove, de Otávio Esser Vieira (imagem: divulgação)

Ilhas  (Isabella Oliveira, RJ, 2018, 9 min)

Juliana é uma menina de 13 anos que, à deriva no mar há uma semana, é cercada por avisos de cautela. Arriscando-se contra os avisos, ela conhece Leo, um garotinho autista de 8 anos e um grande jardineiro. Os dois fazem amizade, apesar de parecerem muito diferentes. A certeza que resta para a menina e o menino é única: as ilhas precisam ser visitadas! Livre para todos os públicos!

Ilhas, de Isabella Oliveira (imagem: divulgação)

Lala – o que Tem no Museu? (Thomas Larson e Jon Russo, SP, 2016, 2 min)

Lala quer saber o que tem nos museus, e seus amigos vão ajudá-la em uma excursão pelo passado, presente e futuro. Livre para todos os públicos!

Lala – o que Tem no Museu?, de Thomas Larson e Jon Russo (imagem: divulgação)

Nana e Nilo e o Tempo de Brincar (Sandro Lopes, RJ, 2015, 14 min)

Nana, Nilo, Gino e Mulemba voltam no tempo para o Quilombo dos Palmares para investigar por que as crianças do presente não querem mais brincar. Em Palmares, eles recebem a ajuda da sábia árvore Baobá, de Zembi e Dandara para conseguir os cinco elementos que podem restabelecer o tempo de brincar. Livre para todos os públicos!

Nana e Nilo e o Tempo de Brincar, de Sandro Lopes (imagem: divulgação)

O Malabarista (Iuri Moreno, GO, 2018, 11 min)

O filme reúne fragmentos do cotidiano e experiências de artistas de rua, que em meio à hostilidade das grandes cidades buscam levar cores e sorrisos aos que cruzam seus caminhos. De forma lúdica, o traço, a direção de arte e os efeitos sonoros fazem um contraste entre o monocromático das paisagens e a presença do pluralismo das cores neste híbrido de animação e documentário. Livre para todos os públicos!

O Malabarista, de Iuri Moreno (imagem: divulgação)

Com informações do site oficial IC

Laura Arruda Online