LAURAARRUDA.COM

Onde Sua História É Notícia…

hospital portugues em manaus

hospital portugues em manaus

Manaus recebe apoio do Governo de Portugal, Misericórdia de Lisboa e comunidade portuguesa

O Governo de Portugal e a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa prestam um apoio no valor de 50 mil euros (cerca de 319 mil reais) aos esforços do Hospital Beneficente Português do Amazonas, num dos momentos mais desafiantes da pandemia de Covid-19 em Manaus (Brasil). 

Segundo as informações do governo português, o apoio foi articulado com a Embaixada de Portugal, em Brasília, e com o Consulado Honorário em Manaus, que presta um serviço constante de apoio a todos os cidadãos nacionais no Amazonas, com vista em um resultado de solidariedade e mobilização da comunidade portuguesa e lusodescendente no Brasil. 

No dia 5 de janeiro, o hospital anunciou, por meio da rede social, a paralisação do atendimento de emergência para concentrar esforços no atendimento a pacientes infetados pelo coronavírus. No dia 14, Manaus voltou a bater o recorde, de internamentos diários por covid-19, com 254 novas hospitalizações, número mais alto registado desde o início da pandemia.

Segundo o cônsul honorário, António de Matos Figueiredo, a proibição de voos ligando Brasil e Portugal ao Reino Unido, anunciada pelo governo britânico em razão desta nova variante do coronavírus do Brasil, é uma medida excessiva porque os viajantes precisam fazer testes antes de embarcar.

O Hospital Beneficente Português do Amazonas é uma instituição filantrópica, fundada em 1873 por portugueses na cidade de Manaus, que faz atendimento complementar ao Sistema Único de Saúde do Brasil. 

Atualmente, o hospital presta apoio não apenas à comunidade de aproximadamente 5 mil portugueses e lusodescendentes que ali residem, mas a toda população da região. A instituição realizado um trabalho significante neste momento da pandemia de Covid-19.

A redação do LauraArruda.com entrou em contato com a instituição, mas até o momento do fechamento da matéria não recebeu retorno. Aguardem as próximas atualizações.

Laura Arruda Online