LAURAARRUDA.COM

Onde Sua História É Notícia…

appetizing black bean stew with rice serves on table

Photo by Dayvison de Oliveira Silva on Pexels.com

Feijoada: Qual sua origem e sua receita tradicional?

Essa dispensa apresentações. A combinação de carne de porco com feijão preto ainda ganha acompanhamentos irresistíveis: couve, farofa, rodelas de laranja e arroz branco.

A história do Brasil está cheia de passagens mal contadas. Nem a origem da feijoada escapa. Reza a lenda que, nos tempos coloniais, os escravos criaram o prato aproveitando as sobras de comida da casa-grande, que incluíam partes descartadas do porco, como pés, orelhas e rabo. Uma explicação bem novelesca, com jeitão de Escrava Isaura, mas completamente falsa.

Fonte: Wikimedia Commons

“Naquele tempo, essas partes do animal nem eram consideradas menos nobres. Cabeças, rabos e patas eram disputados como iguarias, até porque a carne não era alimento comum nem na mesa dos senhores”.

Paula Pinto e Silva, autora do livro Farinha, Feijão e Carne-Seca – Um Tripé Culinário no Brasil Colônia.

Bem mais provável é que a feijoada seja uma adaptação local do cozido português – na Europa da época, surgiram outros pratos juntando carnes variadas e feijão (só que branco), como também é o caso do cassoulet, originário da França. “Em diversos países, encontram-se variações da receita em que vários ingredientes são cozidos na mesma panela. Os séculos 16 a 18 foram marcados pela escassez de alimentos: não podia haver desperdício”, diz Paula.

A dieta dos escravos nem era tão diferente da dos senhores feudais da época. A alimentação no Brasil colonial era muito pobre, em razão da agricultura e do transporte bastante deficientes e do alto preço dos produtos que vinham de Portugal.

Bom… Agora que vimos esta breve história deste maravilhoso prato, vamos a sua receita tradicional e seus ingredientes. 


Ingredientes

200 g de carne seca bovina

200 g de costela de porco salgada, ou defumada

200 g de pé de porco salgado

100 g de rabo de porco salgado

100 g de orelha de porco salgada

150 g de lombo de porco defumado ou salgado

100 g de paio

100 g de linguiça portuguesa

100 g de língua de boi defumada

50 g de bacon

900 g de feijão preto

200 g de cebola picada (para o tempero do feijão)

100 g de alho picado (para o tempero do feijão)

6 folhas de louro (para o tempero do feijão)

2 unidades de laranjas com casca (bem lavadas)


Modo De Fazer

Limpar bem as carnes salgadas, tirando o excesso de gorduras e nervuras, limpando os pêlos e colocando-as de molho em água por 24 horas, trocando-se a água três a quatro vezes durante este período

Ferva as carnes salgadas em peças inteiras, durante mais ou menos 20 minutos em fogo alto, e jogue a água fora para retirar todo o excesso de gordura

Coloque então as carnes para cozinhar de forma definitiva, já com o feijão, as folhas de louro e as laranjas cortadas em metades, na seguinte ordem: carne seca, pé e orelha

Meia hora depois, coloque a língua, o rabo e a costela e após meia hora, coloque o lombo, a linguiça, o paio e o bacon, cuidando para tirar e jogar fora, durante todo o cozimento, a gordura que for subindo à superfície

Em uma frigideira, doure bem a cebola e o alho em duas xícaras de óleo previamente aquecido, colocando na panela do cozimento, junto com as últimas carnes para cozinhar, retirando antes as metades das laranjas, que já cumpriram a sua missão de ajudar a cortar a gordura das carnes

Após duas horas comece a testar o grau de cozimento da carnes com o garfo, pois nem todas chegam ao grau de maciez ao mesmo tempo, retirando e reservando as que já estiverem no ponto

Quando todas as carnes e o feijão estiverem no ponto, retire e corte as carnes em pedaços pequenos para servir, voltando para a panela com o feijão e cozinhando por mais 10 a 15 minutos em fogo brando

Sirva com arroz branco e couve refogada no azeite e alho, e uma bela farofa de mandioca

Laura Arruda Online