LAURAARRUDA.COM

Onde Sua História É Notícia…

Arroz Com Pequi…Uhh Que Delicia!!!

Nesta semana iremos contar um pouquinho sobre a história do Pequi e claro que vamos dar a nossa receita para aqueles que amam este fruto.

O pequi, fruto do pequizeiro, é nativo do cerrado brasileiro. É muito utilizado na culinária da região Nordeste, Centro Oeste e norte de Minas Gerais. De sabor marcante e peculiar, o pequi é consumido cozido, puro ou misturado com arroz, frango. Da polpa pode se extrair também o azeite de pequi, um óleo usado para condimento e na fabricação de licores. Na língua indígena, pequi significa “casca espinhenta”.

A árvore do pequi, o pequizeiro, é protegida por lei – o que impede seu corte e comercialização em todo o território nacional. Ela atinge 10 m de altura e frutifica entre setembro e fevereiro.

De cor verde, quando maduro, possui em seu interior um caroço revestido por uma polpa macia e amarela, a parte comestível. O pequi pertence à família das cariocáceas, pode ser encontrado em toda a região Centro Oeste (considerada a capital da fruta), nos estados de Rondônia, Minas Gerais, Pará, Tocantins, Maranhão, Piauí, Bahia e Ceará, visto que somente em Goiás podem ser encontradas todas as espécies.

Perfumado e altamente calórico, o pequi tem gosto meio adocicado. Da semente do pequi se come somente a polpa, que deve ser raspada com os dentes até que a parte amarela comece a ficar esbranquiçada.

Do pequi se aproveita tudo, exceto os espinhos. A casca da árvore solta uma tinta acastanhada usada pelas tecelãs locais para o tingimento de tecidos. A raiz, altamente tóxica, é usada para matar peixes. As cinzas do pequizeiro são usadas na fabricação de sabões caseiros. As folhas são ricas em tanino, e são usadas pelas tecelãs. A polpa do pequi, de coloração amarelo-vivo, é rica em óleo comestível e em vitaminas A e C. A castanha, envolvida pelos espinhos, pode ser comida ou usada na fabricação de cosméticos, sabonetes e cremes. Dizem os locais que essa castanha tem propriedades tonificantes e pode ser usada no tratamento de bronquite, resfriados, gripe e controle de tumores.

Agora que você aprendeu um pouco sobre este fruto, que tal aprendermos como fazer aquele Arroz com Pequi especial? Então vamos com a nossa receita!


Ingredientes


90 ml de óleo de pequi ou canola
200 g de cebola picada

5 dentes de alho

1 colher (sopa rasa) de cúrcuma em pó (açafrão da terra)

500 g de tomate sem semente picado

250 g de polpa (carne) de pequi

650 g de arroz tipo agulinha

500 ml de caldo de legumes (1 tablete dissolvido em 500 ml de água)

Sal a gosto


1 maço de cheiro verde picado


Modo de Preparo


1º – Numa panela em fogo médio de preferência de barro, aquecer o óleo de pequi ou de canola e refogar a cebola e o alho até obter um leve dourado.
2º – Junte a cúrcuma( açafrão da terra), o tomate picado e a carne de pequi. Misture bem e em seguida acrescente o arroz, refogue por uns 3 minutos mexendo sempre e coloque o caldo de legumes quente até cobrir o arroz e tempere com sal a gosto.
3º – Abaixe o fogo depois de ferver e cozinhe tampado até o arroz ficar cozido +/-25 minutos, se necessário pingue um pouco mais de caldo de legumes. Sirva polvilhando cheiro verde picado a gosto.


RENDIMENTO: 8 porções 

Laura Arruda Online